Presidente do TJRN e corregedora são homenageados pela Assembleia Legislativa

O presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador Expedito Ferreira de Souza, e a corregedora geral de Justiça, desembargadora Maria Zeneide Bezerra, foram duas das 16 personalidades homenageadas na manhã de hoje (12) pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, na solenidade de entrega das medalhas do Mérito Legislativo, Social, Cultural e Educacional pela casa legislativa.

Ao dirigente da Corte de Justiça foi concedida a Medalha do Mérito Legislativo, direcionada a pessoas que comprovadamente tenham oferecido contribuições de relevância para o desenvolvimento do Estado. Já a desembargadora foi reconhecida por seu trabalho à frente do Núcleo de Ações e Programas Socioambientais (NAPS) do TJRN, sendo a única personalidade a receber a Medalha do Mérito Social “Maria do Céu Fernandes”, que reconhece pessoas que tenham se dedicado à causa social. O NAPS recém completou 10 anos de atividades.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza, fez o discurso de saudação aos homenageados, registrando que se trata de justo reconhecimento a personalidades que contribuíram com o Rio Grande do Norte em 2017 e ao longo de anos. “Hoje homenageamos exemplos de indivíduos prontos e dispostos a cumprir com sua parte. Encontramos pessoas trabalhando em prol de objetivos comuns, pessoas dispostas a sacrificar seus próprios interesses pelo bem dos demais”.

Ezequiel Ferreira disse ainda que “homenagear é entender que virtudes como a perseverança e a coragem devem ser guiadas pela sabedoria prática. Ao ver as biografias de vossas excelências encontramos exemplos da razão dirigindo a ação. Vemos atuar a verdadeira concentração, o emprego do pensamento e do talento na execução de uma tarefa a qual se dedicam inteiramente”.

Agradecimento

Coube ao desembargador Expedito Ferreira fazer o discurso de agradecimento, falando em nome dos demais homenageados. O presidente do TJRN afirmou que tudo o que fez na vida foi “pelo gosto de trabalhar, de cumprir o meu dever, de ser útil aos meus próximos e à sociedade. Não fiz em busca de homenagem. Muitas vezes, não tive reconhecimento, mas nada me impediu de continuar a tarefa. Agora que recebo essa homenagem, digo obrigado e digo que recebo com honra e alegria”.

Expedito afirmou que nada lhe marcou mais do que as lições do povo simples. “Pisei o chão dos simples e desse chão tão fértil, trouxe muitas lições para a vida pessoal e profissional. Pisei com vontade e gosto nos locais onde me coube exercer a função de magistrado”.

O presidente relembrou sua carreira como juiz, passando pelas comarcas de Upanema, Martins, Pau dos Ferros e Mossoró, dizendo que aprendeu nesses locais a mais alta responsabilidade que pode ser dada a uma pessoa, que é de decidir sobre a vida de alguém. “Não há encargo mais pesado, nem aprendizado mais valoroso”.

Dirigindo-se aos demais homenageados, o integrante da Corte de Justiça potiguar afirmou que tais companhias aumentavam ainda mais a honra que sentia naquele momento. E registrou que se o recebimento da medalha honra e enobrece, ao mesmo tempo aumenta a responsabilidade que os agraciados têm em dar respostas à sociedade.

“A cada um de nós foi dada a responsabilidade de ir além dos nossos compromissos pessoais. Cada um foi chamado para, de diferentes formas, servir ao nosso povo. Essa é a nossa tarefa, a tarefa de quem, tendo construído caminhos e alcançado objetivos, contraiu com o seu povo o compromisso de trabalhar ainda mais”.

O presidente Expedito Ferreira disse ainda que seja nas comarcas menores ou à frente do TJRN, “fiz senão o que achei mais correto, mais justo e digno. E, por consequência, melhor para todos. E ao cabo de tudo isso, sem perder a simplicidade das origens, mantenho viva a energia para enfrentar novas trilhas e concluir os encargos que ainda me cabem”.

Atuação Social

“Com muita alegria e ratificando que um trabalho bem feito é o mais alto testemunho que podemos dar do nosso caráter, a Assembleia Legislativa concede a medalha do mérito social à desembargadora Maria Zeneide Bezerra”, assinalou o deputado Ezequiel Ferreira ao apresentar a homenageada.

A integrante do Tribunal de Justiça e coordenadora do NAPS dedicou a homenagem recebida a equipe do Núcleo. “Recebo esta homenagem com muita alegria e simplicidade, sabendo que por trás desta homenagem existe uma equipe fantástica, entusiasmada, que realmente muda os parâmetros que nós costumávamos ter. E recebo com uma responsabilidade muito grande de continuar um trabalho, de fazer com que o TJRN se aproxime daquelas pessoas mais humildes, que conheça suas vontades e seus anseios. E com a responsabilidade de pelo menos administrar esses anseios por meio de nossos programas, que acontecem em praça pública, nas escolas públicas e até na natureza”, disse a magistrada.

A solenidade foi prestigiada por magistrados e servidores do Tribunal de Justiça, da Corregedoria e do NAPS. Estiveram presentes os desembargadores Gilson Barbosa, Cornélio Alves, Saraiva Sobrinho, Glauber Rêgo; os juízes auxiliares João Eduardo Ribeiro, Valentina Damasceno e João Pordeus; os juízes corregedores Undário Andrade, Fátima Soares e Fábio Ataíde; os juízes José Dantas de Paiva e Keity Ferreira de Souza e Saboya; os secretários Luiz Mariz, Flavianne Pontes, Walteíze Barbosa, Francisco Nascimento e Osair Vasconcelos.

 

 

 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça 7 de Setembro, S/N, Natal/RN, 59025-300 - (84) 3616-6200