14ª Semana Nacional de Conciliação celebra mais de mil acordos no RN e negocia R$ 2,64 milhões

A 14ª edição da Semana Nacional de Conciliação, realizada entre os dias 4 e 8 de novembro, alcançou a marca de 1.030 acordos celebrados nas 3.021 audiências realizadas para tentativa de conciliação em todo o Rio Grande do Norte. O índice de 34,09% de conciliações concretizadas resultou na quantia de R$ 2,64 milhões negociados entre as partes. Outro destaque foi o índice de comparecimento às audiências, que chegou a 65,18%. Ao todo, 150 conciliadores e 75 juízes atuaram no mutirão, atendendo 9.206 pessoas.

Na Semana Nacional de Conciliação o objetivo é fazer com que as pessoas conheçam essa forma alternativa de se resolver os conflitos. Então, a partir da divulgação, a gente tende a melhorar esse índice. Melhorando o nosso índice de comparecimento, nós tendemos a também melhorar o índice de resolução”, comentou a juíza Daniella Simonetti, coordenadora pedagógica dos cursos de mediação e conciliação do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça do RN.

Para ela, os jurisdicionados estão mais propensos a conciliar. Do início da primeira edição da Semana até esta 14ª edição, a magistrada considera que houve uma evolução considerável e as pessoas, além de conhecerem mais essa possibilidade, elas estão mais abertas à conciliação. Assim como as empresas estão mais dispostas a tentar resolver suas demandas.

A gente trabalhou muito com as empresas parceiras indicando os processos em que poderia se ter alguma resolução, realizamos um trabalho prévio. Nestes casos, as empresas normalmente levam uma proposta ou tentam negociar em cima do que a parte também leva. Na verdade, o nosso objetivo é fazer com que as partes negociem; se elas chegam a um acordo, ótimo, mas que eles sentem e, realmente, negociem sem entraves”, afirmou.

Os processos levados à conciliação envolvem questões diversas, como direito do consumidor, direito civil, direito de família e temas afeitos aos Juizados Especiais.

Sobre a importância do trabalho das conciliações, a juíza Daniella Simonetti explicou que os conciliadores atuam para facilitar a comunicação entre as partes, e que a partir desse diálogo um resultado pode ser alcançado.

É importante frisar que ao longo dos últimos 14 anos da Semana Nacional da Conciliação estamos num crescimento de fazer com que a política consensual seja conhecida e de fazer com que as pessoas negociem. O objetivo é que as pessoas sentem e negociem e isso estamos conseguindo”, concluiu a integrante do Nupemec.

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200