Definidas as penas para envolvidos em assaltos a ônibus na Grande Natal

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RN, à unanimidade de votos, acatou parcialmente recurso de Apelação movido três réus envolvidos em uma quadrilha que atuava realizando assaltos a transportes públicos nas cidades de Natal, Extremoz e São Gonçalo do Amarante.

Os acusados foram presos no curso da Operação Rota 101 Norte, no bairro do Jardim Progresso, na zona Norte de Natal, o que resultou na desarticulação da quadrilha, bem como foram reconhecidos por funcionários de uma empresa aérea como sendo os mesmos autores do roubo a uma van, que transportava os profissionais.

Eles haviam sido condenados pela 3ª Vara Criminal de São Gonçalo do Amarante na prática dos crimes de roubo majorado, pelo concurso de pessoas e emprego de arma de fogo, bem como associação criminosa.

A Câmara Criminal definiu em 23 anos, seis meses e seis dias de reclusão a pena aplicada para Gilberto Oliveira Nascimento, a qual havia sido estabelecida em 34 anos e três meses pelo juízo da primeira instância; para Jackson Luis de Oliveira Matias, a pena foi reduzida para 16 anos, dez meses e 28 dias de reclusão (antes era de 24 anos e três meses); e de um ano e seis meses de reclusão em relação ao recorrente Marcos Antônio Cardoso Teixeira (antes era de três anos).

(Apelação Criminal nº 2019.000787-5)

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200