Democratização da Justiça será debatida em evento online do CNJ

O combate à discriminação, ao preconceito e a outras expressões de desigualdades de raça, gênero, condição física, religião e orientações sexual estará em debate no dia 30 de julho no seminário online Democratizando o Acesso à Justiça. O evento é uma realização do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por meio da Comissão Permanente de Democratização e Aperfeiçoamento dos Serviços Judiciários e tem o apoio da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), da Associação dos Juízes Federais dos Brasil (Ajufe) e da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra).

As inscrições estão abertas até o dia 27 de julho, por meio deste link.

Pela manhã, o público acompanhará exposições sobre a experiência internacional na democratização da Justiça e conhecerá questões relacionadas ao impacto das despesas judiciais para a ampliação do acesso aos serviços judiciários e também da oferta de assistência judiciária gratuita. No período da tarde, quinze painelistas irão abordar a temática da discriminação e do preconceito ligados a raça, condições físicas, orientação sexual e religiosa no contexto do acesso à Justiça.

A programação pode ser acessada AQUI.

Para o evento, foram convidados conselheiros, ministros, magistrados estaduais, federais e do Trabalho, representantes da advocacia, do Ministério Público, do Legislativo federal e acadêmicos. Todos têm atuação na defesa, proteção e garantia dos valores, direitos e ideais defendidos pela Constituição Federal de 1988.

* Com informações da Agência CNJ de Notícias 

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200