CNJ e Enap promovem competição para inovação em dados e inteligência artificial

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) lançam nesta terça-feira (15), a maratona CNJ Inova. O projeto une ciência de dados e inteligência artificial para criar soluções que reduzam o número de processos judiciais, ampliem a transparência, desenvolvam mecanismos de controle e mensuração da produtividade e melhorem as estatísticas dos processos em tramitação no país.

O evento de lançamento, marcado para a primeira sessão do ministro Luiz Fux à frente da Presidência do CNJ, vai apresentar o edital, o calendário detalhado de atividades e as orientações sobre a inscrição. Serão duas fases: imersão com desenvolvimento e demonstração. As equipes podem ter até seis integrantes.

Seis equipes serão classificadas para o Demoday e ganham o prêmio de R$ 20 mil. Neste dia, haverá melhoria de design dos projetos e preparação para fase de pitching, que é o momento de apresentação e defesa das iniciativas. Duas equipes serão escolhidas vencedoras e receberão novo prêmio de R$ 40 mil cada.

O Judiciário possui 77 milhões de processos em tramitação, número que vem caindo nos dois últimos anos, mas ainda com muitos desafios a serem superados. Inconsistências dos metadados processuais e falta de padronização dificultam que o Judiciário possa gerenciar soluções para os gargalos, apontar irregularidades e promover ampla transparência.

As soluções apresentadas pelas equipes devem promover o acesso à Justiça, a agilização dos trâmites judiciais e a transparência.

* Com informações da Agência CNJ de Notícias

Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte - Praça Sete de Setembro, nº 34, Cidade Alta, Natal/RN, CEP 59025-300 - (84) 3616-6200